Notícias

"Forte Salazar", Estoril: Fórum quer travar a pilhagem

Numa iniciativa do Fórum do Património, deu entrada em 25 de janeiro no Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra a providência cautelar em anexo, referente ao Forte de Santo António da Barra, em S. João do Estoril, Cascais, um tema recentemente focado no seu jornal.

O edifício, classificado como imóvel de interesse público, encontra-se presentemente num estado de total abandono e tem sido objeto de repetidos atos de pilhagem e vandalismo.

Datando do início da ocupação filipina, o forte teve um papel de relevo no âmbito da Restauração, constituindo uma peça importante do sistema de defesa marítima de Lisboa. Durante o Estado Novo, o forte adquiriu notoriedade adicional, por ser utilizado por Salazar como residência de verão.

Com esta iniciativa, as associações do Fórum do Património pretendem obrigar os três ministérios com responsabilidade sobre o edifício a tomarem com urgência medidas que permitam acautelar o valioso património histórico que ele encerra.

Esta ação integra-se na estratégia que está a ser posta em prática pelo Fórum do Património de, sempre que necessário, invocar os instrumentos legais e regulamentares aplicáveis e exigir o seu cumprimento, contribuindo, desse modo, para a salvaguarda do Património Cultural Construído, em linha com a Declaração Final de abril de 2017.


© Copyright Gecorpa. Todos os direitos reservados.
Develop By: Primeway - Creative Business Solutions